sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Conheça 3 aplicativos que irão melhorar os seus estudos

Fonte: Universia

Um dos maiores desafios atuais da educação é transformar o aprendizado em um processo interativo, que seja prazeroso ao estudante. Para atingir esse objetivo, é cada vez mais comum aliar o uso de recursos digitais, como os aplicativos, às técnicas tradicionais, tanto em sala de aula como nas sessões de estudo individuais dos estudantes.

Para quem está interessado em investir mais nessas novas tecnologias, a Universia Brasil selecionou três aplicativos muito úteis, que utilizam a técnica dos cartões de resumo. O primeiro deles, chamado Cram, está disponível para os sistemas iOS e Android e pode se conectar aos perfis do usuário nas redes sociais. O diferencial desse software é que elepermite criar e visualizar vários cartões juntos, bem como dois métodos de estudo: memorize, em que o aluno tem um tempo pré-determinado para acertar respostas e recebe um feedback no final e o cram, em que o objetivo é passar de nível até acertar todas as respostas.

Há também o Quizlet que, assim como o Cram, está disponível para iOS e Android. Além de ser bastante funcional, ele oferece 3 tipos de estudos diferentes para as necessidades de cada aluno. No módulo Flashcards, o usuário pode ler um cartão por vez e ainda ouvir as anotações, além de conferir as respostas, o que funciona para um método de estudo mais tranquilo. Já no módulo Learn, o estudante deve escolher a resposta correta para seguir para o próximo cartão, o que exige um grau maior de dificuldade. O último módulo, Match, é um desafio! Para testar os conhecimentos do usuário, o aplicativo cria uma espécie de jogo da memória, em que o usuário seleciona dois cartões, sendo que um contém uma dica para solucionar a pergunta do outro.

Por último, o Study Blue oferece dezenas de recursos. Nele, é possível compartilhar os cartões com outras pessoas, bem como editá-los com uma ampla gama de recursos – áudios, vídeos, fotos, marca-texto. Uma de suas maiores vantagens é a combinação de métodos de estudos, dando a opção de o estudante escolher com qual estilo ele mais se identifica. É possível optar pela quantidade de cartões, os níveis de dificuldade e a técnica abordada, por exemplo, múltipla escolha ou verdadeiro ou falso.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Quer turbinar o seu currículo? Confira os melhores cursos rápidos no exterior

Fonte: Universia

Muitos estudantes que desejam fazer um curso fora do país são impedidos pela falta de condições financeiras, já que muitas universidades oferecem cursos com um custo muito alto. Entretanto, existem universidades ao redor do mundo de ótima qualidade e que oferecem opções de cursos bem variadas. E o melhor: com um preço bem mais acessível.

Nos Estados Unidos, a Harvard Extension School, ou escola de extensão de Harvard, oferece cursos com duração em torno de 3 meses, a partir de 750 dólares. As áreas são bem abrangentes, que vão desde Administração até Astronomia.

Já a Universidade de Stanford, também nos EUA , oferece cursos que variam de uma a dez semanas, ao longo do ano inteiro. Um curso de marketing com 5 semanas de duração custa em torno de US$ 295. Já um curso de 10 semanas de webdesign custa US$ 495. A universidade de Stanford é considerada uma das melhores do mundo.

Na Europa, várias universidades oferecem opções de cursos online e presenciais, que podem durar de um dia até alguns meses. Na Universidade de Oxford , na Inglaterra, os cursos podem variar de 70 libras até 1.900 libras, dependendo da área escolhida. Há também opções de cursos rápidos nas universidades de Paris , em Sorbonne, na França, na Universidade de Salamanca, na Espanha e na Universidade de Cambridge , na Inglaterra.

Já para quem quer fazer um intercâmbio na Austrália, saiba que o país, além de atrair muitos brasileiros que buscam por diversão, também oferece excelentes cursos em ótimas instituições. A Universidade de Sydney  é a 37ª melhor do mundo de acordo com o ranking 2014 da QS, e oferece cursos de curta duração em Administração, Finanças, Contabilidade, Psiquiatria, Terapia Ocupacional, Criminologia, Psicologia, História, Literatura, Filosofia, dentre outros. Dependendo do curso, o estudante pode sair de lá com um certificado de um mês em mãos, por um valor em torno de 400 dólares australianos.

Agora que você já sabe que é possível estudar fora e economizar ao mesmo tempo, o primeiro passo é pesquisar cuidadosamente qual é a melhor opção de destino e de curso adequada para você. Boa sorte!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Quer voltar a estudar? Saiba que a idade não é um empecilho

Fonte: Universia

Se você saiu da escola já algum tempo, você provavelmente estranharia as dinâmicas de aprendizado adotadas atualmente pelos professores, sobretudo se decidisse voltar a estudar. Por isso, se você quer voltar para a escola, ainda que não tenha mais os seus 18 anos, conheça algumas dicas para que sua adaptação aos novos modelos de ensino seja mais tranquila:

1 – Época adequada
É importante que sua vida pessoal esteja mais estável para que você possa voltar a estudar. Quando já se é adulto, as obrigações acabam se colocando à frente dos estudos e o ideal é que você não pare no meio. Por isso, escolhe uma época adequada para que você consiga realmente se dedicar.

2 – Assunto de família
Explique a sua família que você não terá tanto tempo já que terá que lidar com todas as obrigações da escola ou da faculdade. Por isso, é importante conversar com seus familiares e explicar a situação de modo que eles também comecem a se organizar diante da sua menor disponibilidade para resolver problemas.

3 – Não tenha medo da tecnologia
Atualmente, o uso de tecnologias é bastante comum nas escolas e universidades, afinal os professores têm exigido muitos trabalhos que devem ser feitos no computador, como apresentações de Power Point. Então, antes de voltar à escola, tente perder o medo da tecnologia. Incorporando-a ao seu dia-a-dia você só terá a aprender com ela.

4 – Providencie aparelhos digitais
Além de perder o medo, é também recomendável que você compre um aparelho digital. O ideal é que não tenha que dividi-lo com o (a) seu (sua) parceiro (a) ou filhos. Se possível, compre um computador ou um smartphone só para você.

5 – Deixa de lado os preconceitos
É perfeitamente possível que tenha professores mais novos ou da sua idade falando sobre coisas com as quais você não vai concordar ou que têm pouca aplicação no seu dia-a-dia. Não confunda a sua experiência de vida com arrogância. Mantenha-se aberto a novas ideias e formas de encarar os processos nos quais a disciplina que você está aprendendo se baseiam.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

30 links indispensáveis para controlar o estresse e a ansiedade

Fonte: Universia

O estresse é um fator comum em todos os âmbitos da vida. Diariamente, é preciso lidar com ele no trabalho, na faculdade e inclusive na família. Pensando nisso, a Universia Brasil vem compartilhando, ao longo de 2014, muitas dicas para ajudar a manter o equilíbrio e melhorar a sua qualidade de vida. Confira abaixo um compilado com o melhor desse material e aprenda novas maneiras de relaxar.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Quer mudar de carreira? Saiba como encontrar sua vocação

Fonte: Universia

Ao longo da trajetória profissional, é normal que uma pessoa se sinta tentada a traçar novos rumos. Isso acontece por vários motivos: desde insatisfação com o trabalho atual até novas descobertas pessoais. Apesar de ser uma decisão comum, mudar de carreira é arriscado e exige muita reflexão, para que não leve a consequências desastrosas.

O primeiro passo é analisar atentamente suas habilidades para saber quais você poderia utilizar em um ramo diferente. Por exemplo, você é um administrador de empresas que quer abrir o próprio negócio e, ao mesmo, tempo, é um excelente cozinheiro. Nesse caso, a união de um hobby com a sua experiência profissional poderia resultar em uma nova profissão.

Outra possibilidade é dar uma chance a um antigo plano ou sonho de infância, se você ainda não tiver uma alternativa em vista. Muitas vezes, as pessoas não dão importância aos seus primeiros projetos e acabam fazendo outras escolhas, mas os desejos de infância podem refletir as mais profundas aspirações. Na hora de uma mudança drástica, revisitar esses planos pode ser um bom caminho para tomar uma decisão.

Uma vez que isso esteja resolvido, como fazer para descobrir se a profissão escolhida é mesmo a ideal? Entrar em contato com pessoas que estejam atuando na área é fundamental. Nessa fase, é imprescindível tirar todas as dúvidas e, se possível, acompanhar um dia de um profissional já estabelecido.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

O que fazer para se destacar no emprego

Fonte: Universia

Comportar-se de maneira adequada no ambiente de trabalho não é suficiente para avançar na carreira. Para ter sucesso é importante ter algumas atitudes de destaque. Confira a seguir quais são elas:

1. Aceite novos desafios
Muitas pessoas têm medo de aceitar novos desafios por pensarem que não serão capazes de lidar da melhor forma com novas situações. No entanto, se não tentar, nunca saberá se consegue e a sua carreira não se desenvolverá. Lembre-se: mudanças impulsionam a aprendizagem.

2. Lidere um projeto
Sugira novas ideias ao seu chefe e explique de que forma planeja o seu próximo projeto. Estar no comando de uma atividade mostra que você tem vontade de se destacar.


3. Mostre a sua opinião
Não tenha receio de revelar a sua opinião no trabalho. Dizer o que pensa, desde que da forma correta, é essencial para mostrar que se importa com o crescimento da empresa.


4. Ajude os colegas de trabalho
Oferecer ajuda aos seus colegas de trabalho fará com que eles percebam que podem contar com você. Desta forma, o seu relacionamento com eles ficará melhor. Além disso, seu chefe notará que tem competências para trabalhar em equipe.