segunda-feira, 27 de julho de 2015

Conheça 8 formas simples de se concentrar nos estudos

Fonte: Universia

Durante os estudos, a maioria dos estudantes enfrenta problemas de concentração. A fim de obter bons resultados nas avaliações, cada estudante precisa encontrar o melhor método de estudo pessoal e seguir uma rotina voltada à boa saúde física e mental. A seguir, confira oito estratégias para se manter concentrado para estudar:
1 - Faça várias pequenas refeições ao dia 
Evite comer muito antes de estudar porque o excesso de comida tende a deixar o corpo relaxado e, consequentemente, diminuir a concentração. Além disso, ficar muitas horas sem comer também é prejudicial. A melhor opção é comer pouco, várias vezes ao dia.
2 - Agende os conteúdos que serão estudados
Selecione os materiais que devem ser estudados conforme seus horários mais e menos produtivos. Reserve as disciplinas que você tem mais dificuldade para as partes do dia que você está mais descansado mentalmente e aquelas que você considera mais simples para os horários de menor disposição.

3 - Beba bastante água 
É recomendado que se beba água durante toda a sessão de estudos, principalmente nos momentos de preguiça. O café, bebida preferida para tirar o sono, tem muita cafeína e essa substância aumenta os níveis de ansiedade. Por isso, esse tipo de bebida deve ser ingerido com moderação.

4 - Não se sente em uma cadeira muito confortável 
Escolha uma cadeira que dê um bom suporte para as costas, mas que não seja extremamente confortável. Assim, o corpo ficará relaxado e toda a concentração ficará depositada nos conteúdos que interessam.

5 - Tire todos os materiais desnecessários da sua mesa de trabalho 
Separe somente os utensílios que você irá utilizar durante o processo de estudo. Outros materiais podem funcionar como detrativos e aumentar os níveis pessoais de ansiedade.

6 - Faça pausas 

É muito importante que os intervalos aconteçam antes que você se sinta muito cansado e perca completamente a capacidade de concentração. A sugestão é que um desses espaços de tempo tenha pelo menos uma hora. Caso a pessoa perceba que ainda assim encontra dificuldades para absorver o conteúdo estudado, as pausas devem ser maiores.

7 - Faça alongamentos durante os intervalos
O ato de permanecer sentado por muito tempo faz com que a gravidade leve grande parte do seu sangue para as partes mais baixas do corpo. Para ele voltar ao normal, respire fundo, a fim de aumentar a oxigenação cerebral. Além disso, ande um pouco e faça alguns pequenos alongamentos. Esses exercícios ajudarão a reduzir a tensão do corpo e na circulação sanguínea.

8 - Estude no mesmo local, no mesmo horário
Quando você escolhe um lugar e uma parte do dia destinada somente aos estudos, com o passar do tempo a tarefa fica mais fácil, porque gera uma associação do ambiente com a função que você exerce nele.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Bolsas de estudo de até 50% para EJA - Educação Jovens e Adultos


Conheça o EDUCA MAIS BRASIL.
Conclua o ensino médio. Bolsas de estudo de até 50% para EJA - Educação Jovens e Adultos.
Acesse: www.EducaMaisBrasil.com.br



5 dicas eficientes para estudar melhor, com menos estresse

Fonte: Universia

memória é a capacidade psíquica do homem de armazenar suas experiências passadas e relembrá-las. Existem vários tipos, mas duas categorias são mais expressivas: a memória declarativa e a de procedimentos. A primeira focaliza na capacidade de expor verbalmente os dados armazenados e a segunda, nos que não podem ser expressos.
Confira as principais dicas para estudar melhor, sem estudar mais:
1 - Recite enquanto você estuda 

Leia em voz altas partes do texto para fixá-lo melhor na sua memória. Este método facilita a percepção de erros de conteúdo, além de ser uma opção mais ativa do que a leitura e a audição, acelerando o processo de aprendizagem. A ideia central é que as passagens que você encontre mais dificuldades sejam lidas em voz alta mais vezes.

2 - Anotações 

Pessoas visuais têm maior tendência a gravar os conteúdos que leem, por isso devem sempre fazer anotações durante as aulas e leituras. As notas devem conter os pontos principais do conteúdo com as próprias palavras, de maneira clara e concisa

3 - Estude o meio 

A parte central da matéria é a que costuma ser mais esquecida pelos alunos. Por isso, é interessante que esta fração tenha maior importância na hora da revisão dos conteúdos.

4 - Estude antes de dormir 

Os conteúdos recém aprendidos são fixados de maneira mais expressiva após uma noite de sono e, por isso, é interessante estudar um pouco antes de dormir, desde que você não esteja mental e fisicamente cansado. O estudo da Universidade de Dartmouth mostra que o rendimento é maior nessas condições por causa da interferência retroativa, conceito que define que uma nova informação pode interferir em uma aprendizagem anterior.

5 - Conecte ideias 

Tente conectar os conteúdos aprendidos com outras ideias, para gerar um conhecimento baseado no entendimento, não em conceitos decorados mecanicamente. Muitos textos não conseguem prender a atenção do aluno por completo, mas, para atingir o nível de conhecimento, você deve voltar às partes complicadas e relê-las. Desta forma, há maiores chances de consolidação do aprendizado.